Marca Pessoal: construa a sua imagem

Você já parou para pensar porque uma marca é mais lembrada do que a outra? Pense em uma marca de refrigerante. Em um aplicativo de transporte. E agora, em uma marca de cerveja. Foi fácil? Bem, isso porque essas marcas já estão fixadas na sua memória porque possuem uma boa presença e identidade. Mas é possível que uma pessoa também possa ser uma marca, a ponto se tornarem a primeira na cabeça das outras pessoas quando mencionada? A questão é: como trabalhar a sua marca pessoal de forma que ela favoreça as suas relações profissionais.

O que é marca pessoal

Ela está ligada ao seus diferenciais em relação aos outros, em mostrar o que você é e como faz as coisas. Para entender o que é marca pessoal precisamos conhecer o conceito de branding. De acordo com David A. Aaker, professor estadunidense emérito de marketing e autor de diversos livros na área, branding é definido como:

“Conjunto de ativos e obrigações ligados à marca, seu nome e logotipo: aquilo que acrescenta ou subtrai valor a um produto ou serviço para a empresa e seus clientes.”

Podemos dizer que branding é o trabalho de gestão de uma marca que envolve ações relacionadas aos seus valores e o seu posicionamento, gerando uma conexão com o público e influenciando decisões de compra. O conceito de branding pode ser aplicado a marca pessoal ajudando a consolidar na mente dos demais seus diferenciais e valores.

Por que devo criar uma marca pessoal?

A marca pessoal serve principalmente para transmitir mensagens com mais clareza e de forma correta, para que não exista interferência na comunicação, mas também é realizada com o objetivo de tornar a marca mais conhecida, mais desejada, lembrada e influenciar na decisão de compra, ou conseguir oportunidades de trabalho e ser reconhecido profissionalmente.

Como criar sua marca pessoal

Defina seu público: saber para quem você comunica é um passo muito importante para qualquer comunicação, e para a marca pessoal também serve para ajudar a definir quais os assuntos que interessam seu público, entender quais seus costumes e o que ele precisa de você.

Defina sua Visão, Missão e Valores: é muito importante ser genuíno na hora de definir esses pontos, pois são eles que irão dar norte para a maneira como você vai se comunicar com seu público, quais os princípios que você quer transmitir. A Visão representa onde você quer chegar com o seu trabalho, qual o seu sonho, a Missão o que você fará, qual o propósito do seu trabalho e os Valores é como você vai chegar lá.

Mantenha uma coerência na forma de se comunicar: muitas pessoas não são coerentes na forma como se comunicam com os demais, seja pessoalmente ou através de plataformas da internet. No entanto para ter uma marca pessoal consolidada e lembrada é importante manter uma coerência na forma de se comunicar, sempre tratando todos da mesma forma e com educação, não alterando a forma como se comunica de um espaço para outro. Tome cuidado com as redes sociais, para não parecer descolado demais quando você quer transmitir uma imagem de profissionalismo.

Crie uma rede de Networking: é muito importante criar contatos são eles que irão carregar seu nome para outras pessoas. Se você se tornar uma autoridade entre eles suas palavras vão se popularizar entre pessoas que você conhece aumentando suas chances de conquistar bons parceiros profissionais.

Dicas para criar a sua marca pessoal

É bom saber diferenciar marca pessoal de marketing pessoal. O marketing pessoal ajuda a construir a marca pessoal, são estratégias criadas para tal que influem no comportamento pessoal e profissional. Listamos algumas:

Busque referências: você pode buscar no Linkedin perfis profissionais que lhe agradam e tenham uma autoridade, comunicação e imagem que te agradam para tomar como referência.

Agregue algum tipo de conteúdo em toda a conversa em que estiver: é sempre muito impactante mostrar valor em suas conversas e mostrar conhecimento quando for adequado.

Interaja em publicações de outras pessoas: comentar artigos, matérias e novidades referente aos seu negócio mostra que você é conhecedor do assunto e tem uma opinião a dividir, mas sempre muito cuidado para não divulgar informações falsas.

Conte a sua história: as pessoas sempre gostam de ouvir sua trajetória, isso humaniza a marca pessoal e traz experiência de conexão para com o cliente.

Tenha um estilo próprio e apropriado para sua profissão: isso te ajuda a criar uma imagem mental na cabeça das pessoas.

Invista na sua qualificação profissional: se manter atualizado na profissão não é só muito importante para a sua marca pessoal no sentido que te dá mais autoridade, mas também em seu crescimento profissional.

Fique atento a sua postura: parece bobagem, mas a linguagem corporal fala muito, e manter o contato visual e evitar olhar para as mãos ou pés também diz muito sobre sua autoconfiança no que faz e fala.

Agora que você já sabe o que é e como criar sua marca pessoal mostre todo o seu potencial profissional através dela e se torne referência. A criação de uma marca pessoal traz resultados abrangentes a sua carreira, como melhores parcerias.

Marca Pessoal

Scroll Up