Carnaval no condomínio: confira as principais dicas de segurança

por | fev 13, 2023 | Vida em Condomínio

Quem paga pelos danos causados no condomínio no Carnaval? Neste artigo, você confere dicas de segurança para o feriado prolongado e quais são as responsabilidades de síndicos, moradores, funcionários e visitantes. Veja a seguir!

De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o número de tentativas de assalto a residências nas grandes cidades aumenta em 15% nos períodos de feriados prolongados, como o Carnaval.

Portanto, apesar de esta ser uma época de muita diversão, também pode se tornar um período de maior vulnerabilidade, principalmente para os condomínios.

Neste caso, é importante que não somente os síndicos, mas também moradores, funcionários e visitantes estejam atentos e contribuam para a preservação da segurança na comunidade. Continue lendo!

Condomínios precisam se atentar à segurança no Carnaval

A segurança do condomínio não depende somente do síndico. Durante o carnaval, todas as pessoas podem contribuir para manter a comunidade segura. Veja a seguir:

Para moradores

Algumas formas dos moradores contribuírem para a segurança do condomínio incluem:

  • Colaborar com as regras do condomínio: os moradores devem seguir as regras e orientações estabelecidas no Regimento Interno e na Convenção. Se for necessário, o síndico pode convocar uma reunião de assembleia para propor regras específicas para o período do carnaval;
  • Informar em caso de atitudes suspeitas: se algum morador suspeitar de atividades suspeitas ou perigosas, deverá reportar imediatamente à segurança, funcionários ou ao próprio síndico;
  • Manter as portas e janelas fechadas: os moradores devem manter as portas e janelas fechadas, especialmente à noite, para evitar o acesso de pessoas mal intencionadas ao condomínio;
  • Evitar barulhos excessivos: também devem ser evitados barulhos altos, principalmente nos horários em que o Regimento Interno ou a Convenção determinam como proibidos, para não prejudicar a tranquilidade do condomínio;
  • Cooperar com as equipes de segurança: os moradores devem cooperar com as equipes de segurança e vigilante, fornecendo informações e apoiando as ações de prevenção e proteção;
  • Evitar deixar as chaves da unidade na portaria: não é recomendado deixar as chaves do apartamento na portaria, para evitar que cheguem em pessoas má intencionadas. Se precisar que alguém regue as plantas, alimente seus animais de estimação ou cuide de outro detalhe na sua casa, peça à um familiar, amigo ou vizinho de confiança;
  • Evitar comentar sobre viagens: se você for passar muitos dias fora de casa durante o período de feriado, evite comentar com muitas pessoas. Informe apenas às pessoas de confiança;
  • Ter um contato de emergência: deixe um contato de emergência com pessoas de confiança ou na portaria do condomínio, em caso de situações atípicas.

Para síndicos

No caso dos síndicos, é possível contribuir com a segurança do condomínio de diversas maneiras. Veja algumas opções:

  • Pensar na segurança do condomínio com antecedência: a segurança da comunidade não deve ser discutida somente durante certos períodos do ano ou após uma emergência. É importante que o síndico leve esse assunto para uma reunião de assembleia e adote medidas preventivas para evitar furtos, invasões, confusões ou roubos no condomínio;
  • Realizar manutenções preventivas: os aparelhos de segurança podem falhar no momento em que mais se precisa deles. Por isso, o síndico deve ficar atento à manutenção constante e preventiva de portões, sistemas, câmeras e outros equipamentos, para que tudo funcione em harmonia;
  • Reforçar a segurança durante períodos específicos: durante o carnaval e os feriados, a violência tende a crescer, principalmente nas grandes cidades. Neste caso, o síndico pode se preparar previamente e contratar equipes de seguranças para monitorar o condomínio, especialmente à noite e contar com uma equipe de suporte 24 horas;
  • Instalar equipamentos de segurança: o síndico pode instalar câmeras de vigilância, sistemas de alarme e outros equipamentos de segurança para garantir a proteção dos moradores e de seus pertences;
  • Estabelecer regras claras: o síndico pode estabelecer regras claras e orientações para os moradores, incluindo as relacionadas à segurança durante o Carnaval, para que todos sigam as recomendações e colaborem com a segurança. Lembre-se de sempre levar o assunto para uma reunião de assembleia;
  • Sensibilizar os moradores: o síndico pode utilizar os meios de comunicação, como o quadro de avisos ou o aplicativo do condomínio, para destacar os riscos e as medidas preventivas que devem ser tomadas durante o Carnaval;
  • Adotar um sistema de controle de acesso: caso o fluxo de pessoas aumente no condomínio durante o período de Carnaval, o que é bastante comum em condomínios litorâneos, clubes ou que possuem unidades alocadas no AirBnb, então o síndico poderá adotar um sistema de controle de acesso para facilitar o gerenciamento das pessoas que entram e saem do local.

Para funcionários

Os funcionários do condomínio também têm um papel a desempenhar na prevenção e manutenção da segurança da comunidade. Veja como:

  • Cumprir as regras e orientações: os funcionários devem conhecer e seguir as regras e orientações estabelecidas pelo síndico, incluindo as relacionadas à segurança durante o Carnaval. Neste caso, cada condomínio deve determinar as suas próprias regras;
  • Manter a atenção aos detalhes: os funcionários devem estar atentos aos detalhes e aos sinais de perigo, alertando imediatamente a segurança ou os administradores em caso de pessoas suspeitas, situações atípicas ou sinais de perigo, por exemplo;
  • Evitar distrações: isso significa evitar usar o celular durante o período de trabalho, esquecer das orientações de segurança ou ignorar ações suspeitas. Os funcionários devem manter a ordem e evitar situações que possam prejudicar a tranquilidade do condomínio;
  • Nunca abrir o portão da garagem sem identificar o motorista: pessoas má intencionadas podem se aproveitar da fragilidade nas entradas do condomínio para invadir o prédio e realizar roubos ou furtos. Portanto, os funcionários nunca devem abrir os portões somente identificando a placa ou modelo do carro, mas sim conferindo se o motorista do veículo é, de fato, um morador.

Para visitantes

Por fim, os visitantes, sejam eles amigos ou familiares de moradores, ou hóspedes temporários também são fundamentais para a preservação da segurança do condomínio. Veja:

  • Conhecer e cumprir as regras do condomínio: os visitantes ou hóspedes também devem cumprir o que está disposto no Regimento Interno e Convenção do condomínio. Neste caso, o condômino será responsável por qualquer atitude ou dano causado pelo seu visitante;
  • Devem ser registrados: todos os visitantes ou hóspedes devem ser devidamente registrados e identificados ainda na portaria, para evitar o acesso de pessoas estranhas e garantir a segurança dos outros moradores. Em alguns condomínios, é comum a utilização de pulseiras para identificar quem é hóspede temporário ou visitante;
  • Manter a ordem e a limpeza: os visitantes devem manter a ordem e a limpeza do condomínio, evitando sujar ou danificar as áreas comuns.
  • Evitar situações perigosas: os visitantes devem evitar situações perigosas, como o consumo de drogas, uso excessivo de bebidas alcoólicas ou liberdade para trazer pessoas não autorizadas para a unidade, que possam prejudicar a segurança e a tranquilidade do local.

Quem paga pelos danos causados no condomínio?

No entanto, mesmo com todas as medidas anteriores sendo tomadas corretamente, ainda podem acontecer danos no condomínio. Neste caso, quem paga por eles?

  • Se o dano for causado por um ocupante de uma unidade, como um inquilino, visitante ou hóspede, então a responsabilidade pelos danos é do condômino. Nestes casos, geralmente, o condômino assume o problema, mas entra em contato o inquilino, visitante ou hóspede para ressarcimento;
  • Se o dano for causado por um condômino, então ele será responsável pelo problema ocorrido;
  • Em caso de negligência ou imprudência na manutenção, que gerem acidentes ou danos ao patrimônio, a responsabilidade será do síndico e condomínio;
  • Em caso de roubos ou furtos, o condomínio só será responsabilizado se isso estiver expresso na Convenção.

Este artigo foi útil para você? Aproveite para conferir também o que fazer em caso de furtos e roubos acontecidos dentro do condomínio. Boa leitura!

Relacionados

Entenda os seus direitos: é permitido processar alguém por xingamentos?

Viver em comunidade é um desafio, afinal envolve conviver com outras...

Assédio moral entre vizinhos no condomínio: como evitar e como resolver?

Assédio moral entre vizinhos no condomínio é uma situação comum que pode...

O cônjuge do proprietário do apartamento pode ser síndico do condomínio?

Sim, a esposa ou marido da pessoa proprietária do apartamento pode se...

Por que escolher uma administradora digital pode melhorar a vida em condomínio?

Uma administradora digital é um investimento em tecnologia que contribui...

Dicas de Segurança Residencial

A violência e falta de segurança vêm aumentado constantemente, e isso...

Portaria de Condomínio Online

A portaria de condomínio é o ponto mais importante para a segurança em...

Coronavírus no condomínio? Saiba como prevenir e evitar

Os casos do novo Coronavírus no Brasil continuam crescendo: até...

6 conselhos para garantir a harmonia da comunidade durante as festas de fim de ano

À medida que nos preparamos para receber as festas de fim de ano de...

Como decorar o condomínio para a Copa do Mundo?

A Copa do Mundo já começou e, para entrar no clima de torcida pelo país,...

Construção irregular do vizinho: veja como agir da maneira correta

Construção irregular do vizinho pode resultar em muitos problemas. Abalos...

Coleta Seletiva: Aplique em seu condomínio!

A coleta seletiva já é realizada em muitos ambientes que tem preocupação...

Pontos positivos de morar em casa em condomínio

Se você está procurando por uma nova residência, seja para ser a sua...

5 dicas para uso do salão de festas residencial + Modelo gratuito de regras

O salão de festas residencial é um espaço destinado ao lazer e à diversão...

O que pode e o que não pode no condomínio durante a pandemia?

Nas últimas semanas, os governos estaduais e municipais pelo Brasil...

Censo Demográfico 2022: Qual o papel do síndico neste contexto?

O Censo Demográfico de 2022, realizado pelo Instituto Brasileiro de...

Condômino inadimplente pode participar de assembleia? Veja o que diz a legislação

Viver em um condomínio pode ser um desafio em diversos aspectos....

Dicas de Segurança Residencial

A violência e falta de segurança vêm aumentado constantemente, e isso...

Entenda os seus direitos: é permitido processar alguém por xingamentos?

Viver em comunidade é um desafio, afinal envolve conviver com outras...

Como deve ser a lixeira de um condomínio? Veja o que diz a legislação sobre este assunto

Como deve ser a lixeira de um condomínio? Neste artigo, você confere as...

Construção irregular do vizinho: veja como agir da maneira correta

Construção irregular do vizinho pode resultar em muitos problemas. Abalos...

Condômino antissocial: o que é, como lidar com ele e o que diz a legislação

Um condômino antissocial é alguém que age contra a comunidade e em...

Como decorar o condomínio para a Copa do Mundo?

A Copa do Mundo já começou e, para entrar no clima de torcida pelo país,...

O cônjuge do proprietário do apartamento pode ser síndico do condomínio?

Sim, a esposa ou marido da pessoa proprietária do apartamento pode se...

Entenda o que faz uma administradora de condomínios

A administração de um condomínio pode ser comparada ao gerenciamento de...

Tudo o que você precisa saber sobre seguro de condomínio e as responsabilidades sobre o seu pagamento

Você sabia que o seguro de condomínio é não apenas importante, mas também...

Dicas para escolher terreno em condomínio fechado

Comprar terrenos em condomínio fechado é uma opção cada vez mais popular,...

Carta de advertência em condomínio: veja como escrever e enviar

Quando as normas do condomínio são violadas, os moradores precisam saber....

Dicas práticas para cuidar da comunidade durante a pandemia de COVID-19

Na última semana, a realidade dos brasileiros foi alterada. O avanço dos...

Entenda o que faz uma administradora de condomínios

A administração de um condomínio pode ser comparada ao gerenciamento de...

Como o grupo de WhatsApp em condomínio pode ajudar ou atrapalhar a comunicação do síndico

Um grupo de WhatsApp em condomínio pode ser uma excelente ferramenta de...

Pontos positivos de morar em casa em condomínio

Se você está procurando por uma nova residência, seja para ser a sua...

Isolamento social: aumento de visitas em condomínios após forte baixa nas primeiras semanas da pandemia

Apesar das recomendações de isolamento social, nem todo mundo está saindo...

Condômino: morador ou proprietário? Veja suas funções

Dentro da vida no condomínio, existe uma série de nomes que são...

6 conselhos para garantir a harmonia da comunidade durante as festas de fim de ano

À medida que nos preparamos para receber as festas de fim de ano de...

O cônjuge do proprietário do apartamento pode ser síndico do condomínio?

Sim, a esposa ou marido da pessoa proprietária do apartamento pode se...

5 dicas para uso do salão de festas residencial + Modelo gratuito de regras

O salão de festas residencial é um espaço destinado ao lazer e à diversão...

Dicas de Segurança Residencial

A violência e falta de segurança vêm aumentado constantemente, e isso...

Condômino inadimplente pode participar de assembleia? Veja o que diz a legislação

Viver em um condomínio pode ser um desafio em diversos aspectos....

Recebi uma notificação indevida do meu condomínio. O que fazer?

É natural se sentir frustrado e preocupado quando recebemos uma...

É permitido fazer churrasco em apartamento? Veja a resposta a sua dúvida

Afinal de contas, é permitido fazer churrasco em apartamento? Neste...

Pontos positivos de morar em casa em condomínio

Se você está procurando por uma nova residência, seja para ser a sua...

O cônjuge do proprietário do apartamento pode ser síndico do condomínio?

Sim, a esposa ou marido da pessoa proprietária do apartamento pode se...

Coronavírus no condomínio? Saiba como prevenir e evitar

Os casos do novo Coronavírus no Brasil continuam crescendo: até...

Quem escolhe a administradora do condomínio? Entenda!

A lista de tarefas em um condomínio pode parecer infinita: convocar para...

Aulas suspensas: 5 dicas para enfrentar a quarentena com crianças em casa

As medidas de prevenção ao Coronavírus pegaram muita gente de surpresa,...

Portaria de Condomínio Online

A portaria de condomínio é o ponto mais importante para a segurança em...

O que pode e o que não pode no condomínio durante a pandemia?

Nas últimas semanas, os governos estaduais e municipais pelo Brasil...

5 dicas para uso do salão de festas residencial + Modelo gratuito de regras

O salão de festas residencial é um espaço destinado ao lazer e à diversão...

Coleta Seletiva: Aplique em seu condomínio!

A coleta seletiva já é realizada em muitos ambientes que tem preocupação...

Tudo que você precisa saber sobre minimercado em condomínio

Imagine a seguinte situação: você está preparando um almoço de família. A...

Condômino: morador ou proprietário? Veja suas funções

Dentro da vida no condomínio, existe uma série de nomes que são...

Recomendados para Você

1 Comentário

  1. Edilaine Gomes Monteggia

    Caros Senhores (as)

    Minha rua na vila olaria é totalmente escura!
    A iluminação de algumas casas
    é q garante certa segurança.
    Portanto. Acho importante uma investigação pois é fácil alguém se esconder na escuridão!
    Um levantamento da Distância entre postes de luz mostra a falta de iluminação nesta rua.
    Att. Edilaine casa 448

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *