Gerente predial: quais suas funções e sua relação com o síndico?

Administrar um condomínio é uma tarefa complicada. Além de cuidar das demandas dos moradores, quem trabalha nessa área ainda precisa lembrar de todas as manutenções importantes. É tanta coisa que um síndico despreparado fica de cabelo em pé! Por isso, alguns condomínios estão apostando na contratação de um gerente predial. Você sabe o que faz esse profissional?

Apesar de ser um cargo relativamente novo, o gerente predial já se tornou um dos personagens na melhoria da vida em comunidade. Aprenda sobre essa nova atuação com este artigo:

Funções do gerente predial

Em resumo, o cargo une questões operacionais e administrativas. O profissional trabalha como o braço direito do síndico, dando suporte nas atividades burocráticas do dia a dia.

Dessa forma, o gerente predial atua como uma espécie de mega-zelador. É responsabilidade dele coordenar itens que vão desde a manutenção predial até o planejamento financeiro do condomínio.

Desta forma, algumas das atribuições do gerente predial são:

  • Gerenciar serviços de manutenção;
  • Fiscalizar a portaria do condomínio;
  • Administrar contratos da gestão;
  • Supervisionar a segurança;
  • Elaborar relatórios;
  • Efetuar cotações e orçamentos;
  • Ajudar na elaboração do plano de ação para o condomínio;
  • Realizar compra de materiais para o condomínio;
  • Administrar as contas a pagar;
  • Elaborar circulares e comunicados;
  • Gerenciar e instruir funcionários;
  • Instruir sobre prevenção e combate de incêndios;
  • Supervisionar os prestadores de serviços dentro do condomínio.

Apesar de acrescentar à rotina do condomínio, a contratação de um gerente predial não é obrigatória. Contar com esse novo integrante na equipe é mais vantajoso no caso de condomínios com muitas unidades ou condomínios residenciais de alto padrão que lidam com uma maior quantia de dinheiro. Também é importante checar a convenção do condomínio para conferir se há restrições sobre a contratação de um profissional do ramo.

Salário do gerente predial

De acordo com pesquisas feitas por empresas de desenvolvimento de carreiras, um gerente predial inicia a atuação ganhando um salário de cerca de R$ 2.900. Entretanto, a média salarial para o cargo no Brasil é de R$ 3.900.

Naturalmente, o comum é o salário variar de acordo com o nível de escolaridade que o profissional possui. No geral, ter um curso superior não é um requisito para atuar no setor. Mas é recomendável que o profissional tenha conhecimentos em Administração, Engenharia ou em alguma área técnica ligada a condomínios.

Quem pode ser gerente predial?

gerente predial

Por ser uma profissão que engloba uma série de atividades, o funcionário precisa apresentar algumas características específicas. Afinal, cuidar de demandas administrativas, operacionais e burocráticas exige preparação.

Confira alguns dos atributos importantes para um bom gerente predial:

  • Boa comunicação;
  • Perfil de liderança;
  • Capacidade de gerenciar uma equipe de funcionários;
  • Organização e disciplina para estar em dia com as obrigações;
  • Jogo de cintura para lidar com funcionários, moradores e síndico;
  • Entender sobre assuntos técnicos, como rede hidráulica e elétrica;
  • Experiência com funções administrativas;
  • Conhecimento básico em obrigações trabalhistas e possíveis problemas judiciais;
  • Experiência com manutenção de portaria e segurança;
  • Compreender normas técnicas;
  • Contribuir com informações sobre tecnologias que podem melhorar a vida e trabalho no condomínio, como a utilização de softwares de administração condominial;
  • Entender sobre manutenções preventivas e corretivas.

Assim como zelador, o cargo não tem como um dos requisitos ter o superior completo ou experiência prévia. Porém, é recomendável que o profissional possua algum tipo de formação em Administração, Engenharia ou área técnica relacionada a condomínios. Ter uma certificação de de curso de gerente predial também é um diferencial no currículo.

Como é a relação entre o gerente predial e o síndico?

Em suma, a relação entre o gerente predial e o síndico é resumida como uma parceria. Enquanto o gerente predial fica encarregado de cuidar da administração e manutenção do condomínio, o síndico pode voltar toda a sua atenção para focar no atendimento a moradores.

Desta forma, o síndico recebe um auxílio no trabalho do dia a dia e não precisa lidar sozinho com uma série de dores de cabeça. Ao mesmo tempo, os condôminos recebem mais um profissional preparado para melhorar ainda mais a vida em comunidade. Consequentemente, todos saem ganhando!

Quer melhorar a sua gestão de condomínios? Confira o nosso Guia Definitivo do Síndico de Sucesso!

Scroll Up