Como aumentar a arrecadação do condomínio (e diminuir sua taxa mensal!)

Utilize a criatividade e os espaços comuns do condomínio para reduzir o valor da taxa condominial

Em tempos de crise é fundamental pensar em alternativas para reduzir gastos. Atualmente, isso não acontece só em casa, nas famílias, mas também no condomínio. Síndicos e moradores estão usando da criatividade para aumentar a arrecadação do condomínio e, consequentemente, diminuir a taxa condominial paga mensalmente pelos condôminos.

Está procurando algumas maneiras de aumentar a arrecadação do condomínio e diminuir o quanto cada condômino paga no mês?

Então confira nossas dicas de como você pode diminuir a sua taxa condominial e os procedimentos tributários para tal.  

  1. Locação do terraço para antenas de empresas de telefonia e internet
  2. Locação de espaços não utilizados para moradores
  3. Venda do lixo reciclável do condomínio
  4. Disponibilizar espaço para publicidade
  5. Locação de academia e estacionamento para empresas terceirizadas
  6. Produção de eventos para os condôminos
  7. Economia de água e luz no condomínio
  8. Procedimentos tributários

Locação do terraço para antenas de empresas de telefonia e internet

A locação do terraço para colocação de antenas já é uma prática comum entre os condomínios. As gestões de alguns edifícios localizados em pontos altos das cidades já são procurados para fazer a locação do espaço. Entretanto, se você ainda não foi procurado e deseja fazer a locação do espaço você pode buscar as empresas diretamente ou então fazer o cadastro em sites especializados nisso, que funcionam como classificados focados neste serviço.

Para iniciar a locação, o condomínio precisa, antes de qualquer coisa, da aprovação dos condôminos em reunião da assembleia . O quórum necessário para aprovação não é um consenso entre os advogados especialistas. Há quem diga que é necessário de aprovação de dois terços dos condôminos, enquanto outros afirmam que basta a anuência da maioria simples dos presentes na reunião. Na hora de fazer a locação, é essencial que o síndico tenha em mãos a ata da reunião da assembleia para comprovar a aprovação por parte dos condôminos.

Entretanto, antes de levar a pauta para a reunião da assembleia é interessante você ter conhecimento sobre algumas informações.

Só estão aptos a fazer locação do terraço aqueles condomínios que estão com:

  1. O Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros
  2. Laudo técnico do para-raio em dia

Além disso, existem algumas restrições:

  • O condomínio não pode estar a 50 metros de escola infantil, hospital ou posto de saúde;
  • O condomínio não pode estar a menos de 100 metros de outra antena

Mas afinal, quanto que isto pode gerar de receita para o condomínio? Depende da localização do prédio é até mesmo da altura do condomínio. Contudo, na cidade de São Paulo, a média costuma ficar em torno de R$6 mil por mês.

Já imaginou ter este dinheiro em caixa todos os meses? Que melhorias você faria no seu condomínio?

Locação de espaços não utilizados para moradores

Alguns condomínios possuem espaços e salas que não são mais utilizados e acabam gerando apenas custos para o condomínio, uma vez que é necessário fazer manutenções preventivas nestas áreas.

O que fazer? Uma opção pode ser locar este espaço para um morador para que ele utilize de depósito.

Além de aumentar a arrecadação do condomínio, você evita que as garagens do condomínio sejam usadas pelos condôminos para guardar objetos pessoais.

O aluguel de espaços comuns do condomínio devem ser aprovados em reuniões da assembleia do condomínio.

É importante que leve-se todos os pontos acerca dessa locação e também o síndico dê a oportunidade para todos os moradores se candidatarem como inquilinos deste espaço. Em caso da locação ser muito desejada entre os moradores, uma opção é adicionar as regras para locação no regimento interno do condomínio, além de tempo de locação máximo para cada morador, valor, procedimento de escolha do inquilino entre outros.

Venda do lixo reciclável do condomínio

Uma outra opção para aumentar a arrecadação do condomínio é a venda do lixo reciclável produzido pelos moradores e funcionários do condomínio. Ou seja, o condomínio conduz o lixo reciclável para um lugar em que ele será reprocessado e utilizado novamente.

Para isto, você deve:

  1. Instaurar a coleta seletiva no condomínio;  
  2. Verificar quais materiais os condôminos descartam em quantidade suficiente para realizar a venda e obter lucro;
  3. Escolher um local para armazenar os dejetos;
  4. Definir para onde serão enviados para vendas – cooperativas ou empresas que compram materiais reciclados.

De acordo com o site eCycle, apesar da coleta seletiva já ser algo relativamente difundido entre a sociedade, ainda não são todos os condomínios que utilizam essa prática. Se o seu condomínio é um destes que ainda não realiza esta prática, sugiro que você confira os 10 passos para começar a coleta seletiva no seu condomínio e torná-lo mais sustentável.

Mas você deve estar se perguntando quanto vale esses materiais recicláveis, certo? A resposta é depende. O valor pago por cooperativas e empresas varia, principalmente, de cidade para cidade. Contudo, em média 1kg de latinha de alumínio vale R$3,30. Cooperativas pagam R$1 por quilo de garrafa pet. Enquanto que o papel branco é comprado por R$0,20 /quilo pelas cooperativas. Ou seja, um condomínio com 100 unidades, possui em média 300 habitantes, produzindo cerca de 150kg de lixo reciclável por dia, o que pode resultar em cerca de R$225 arrecadados com a venda do lixo reciclável diariamente.

Os condôminos devem estar informados sobre a venda dos resíduos recicláveis do condomínio com o objetivo de aumentar a arrecadação do condomínio. Além disso, o síndico deve engajar os moradores para que façam a separação do lixo dentro de suas unidades, mostrando não só os benefícios para o meio ambiente, como também o projeto de venda dos resíduos recicláveis.

Para isso, divulgue para os moradores como e onde realizar o descarte corretamente!  

Disponibilizar espaço para publicidade

A locação de espaço para publicidade é uma ação muito comum nos condomínios comerciais. Normalmente, as propagandas aparecem nos murais, em televisões nos elevadores ou em totens espalhados pelo condomínio.

Caso tenha interesse, o síndico pode ir em busca de empresas especializadas em publicidade em condomínios. É interessante que quando for apresentar a ideia aos condôminos, o síndico já tenha em mãos, pelo menos, uma proposta. Assim, os moradores conseguem visualizar onde seriam colocados os anúncios e quanto seria a arrecadação do condomínio. O valor de locação varia de empresa para empresa, região e também os locais que serão expostas as publicidades. Empresas como Helloo, Elemídia e Remídia são exemplos de empresas que fazem locação de espaços para publicidade em condomínios.

Para que seja iniciado o trabalho com publicidade no condomínio, é preciso que a ação esteja aprovada em reunião da assembleia por maioria simples dos presentes. Entretanto, caso a publicidade seja externa e altere a fachada do condomínio, é preciso de aprovação unânime dos condôminos.

Locação de academia e estacionamento para empresas terceirizadas

Seu condomínio possui academia? Espaço pet? E salão de festas? Áreas comuns, como estacionamento, espaço pet e estacionamento podem ser utilizados por empresas terceirizadas especializadas, que tal? Por exemplo, alugar a academia algumas vezes por semana para um profissional dar aulas especializadas. Ou então, uma pet shop que utiliza o espaço pet para prestar serviços e vender produtos pets.

Em outras palavras, o condomínio aluga o espaço para empresas especializadas prestarem serviços para os condôminos. Dessa forma, o condomínio aumenta a arrecadação por meio do aluguel do espaço.

É imprescindível que antes de fazer a locação do espaço, o síndico apresente as regras do condomínio para o inquilino. Isso evita com que ações inadequadas sejam realizadas pelo terceiro é acabe interferindo de maneira negativa na vida em condomínio dos moradores.

Assim como todas as outras ações, a locação para empresas terceirizadas também precisa de aprovação dos condôminos em reunião da assembleia. E caso se torne uma prática constante, a destinação dos espaços para locação para empresas terceirizadas pode e deve ser incluída na Convenção do condomínio.

Eventos do condomínio

O aumento de arrecadação do condomínio não está apenas atrelado a parceiros externos ao condomínio. Já é bastante comum, os condomínios possuírem uma comissão de eventos. Ou seja, um grupo de moradores que organiza eventos de integração do condomínio. O dinheiro arrecadado com os eventos são revertidos para o condomínio, seja para redução da taxa condominial ou então para manutenções das áreas comuns.

Com o tempo e engajamento dos moradores, os eventos passam a integrar a agenda do condomínio a ser definida em reunião da assembleia.

Economia de água e luz no condomínio

A última indicação que temos não é uma forma de arrecadar dinheiro a mais, e sim reduzir os gastos do condomínio. Reunimos algumas dicas para você diminuir o consumo de água e luz do condomínio. Além de gastar menos nesses itens e reduzir a taxa condominial mensal, você incentiva a sustentabilidade do condomínio.

Para diminuir os custos com energia elétrica no condomínio você pode:

  • Instalar sensores de presença para que as luzes não tenham que se manter sempre acesas;
  • Substitua as lâmpadas comuns por lâmpadas led;
  • Opte por cores claras para as paredes, que iluminam o ambiente sem necessidade de lâmpadas
  • Manter em dia a manutenção dos elevadores
  • Pense de modo estratégico para definir os pontos de iluminação do condomínio

Para saber mais detalhes de como diminuir os custos com luz no condomínio, acesso nosso blog post Como economizar energia elétrica e reduzir as despesas de condomínio!

Além da economia em energia elétrica, você também pode adotar comportamentos que garantem a economia de água. O primeiro passo é conscientizar os moradores para que eles, em suas unidades, façam a sua parte, tendo um consumo consciente de água. Para isso, você pode fazer a troca do relógio de água do condomínio por medidores individuais de consumo, pois muitos não tem noção do quanto gastam mensalmente.

Já no condomínio:

– Piscinas devem estar cobertas quando não estão sendo utilizadas, evitando a evaporação de água;

– Opte por regar o jardim no início da manhã ou final do dia para evitar o excesso de evaporação;

– Não utilize a mangueira para limpar o quintal e demais áreas comuns do condomínio.

Procedimentos tributários

É de extrema importância que todas essas arrecadações do condomínio sejam apresentadas na prestação de contas do condomínio pelo síndico. Assim como com os prestadores de serviço e fornecedores, o síndico deve ter documentos que comprovem a origem da renda.

Ou seja, na planilha de prestação de contas do condomínio  devem constar e estar descritos, mensalmente quanto cada locação ou parceria pagou ao condomínio. Assim a administração e os moradores conseguirão acompanhar quanto o condomínio está arrecadando.

Após saber quanto o condomínio arrecada mensalmente com a locação, o síndico deve refazer o cálculo da taxa condominial. Para facilitar este cálculo, faça download gratuito da nossa calculadora de taxa condominial agora mesmo! 😉

E você? Utiliza outros métodos para arrecadar mais no condomínio e diminuir as taxas mensais? Compartilhe conosco nos comentários.