Que tipo de síndico você é?

Veja em qual dos 7 perfis você se encaixa

Amado ou odiado pelos condôminos, o síndico tem uma rotina que exige muito jogo de cintura para desviar das polêmicas, equilibrar as reclamações e pedidos dos mais variados. Mas se é um trabalho tão complicado, quem será que aceita essa missão? Os tipos de síndicos são variados e, normalmente, tem uma relação direta com quem mora no condomínio. Por isso, ousamos dizer que cada condomínio tem o  síndico que merece.

De maneira geral, ele vai demonstrando como é a sua personalidade por meio do trabalho que executa. Pensando nisso selecionamos alguns estilos de síndico. Será que você se identifica com algum deles? Confira os diferentes tipos de síndico: 

Sabe aquele síndico que está sempre conversando pelos corredores com um sorriso no rosto? Pode ter certeza que ele é o síndico gente boa. Quer ser amigo de todos e facilitar a vida dos condôminos, por isso evita conflitos e busca resolver qualquer dificuldade com uma boa conversa. Não é difícil de encontrar esse tipo de síndico. Ele está sempre pelos corredores ou batendo papo com um dos moradores.

Todo mundo o conhece, as crianças o adoram e ele sempre tem um comentário bem humorado para fazer. É ótimo ser esse tipo de síndico, porém tome cuidado para que nenhum morador tente tirar vantagem da sua simpatia.

Dica: é ótimo ser bem visto por todos os condôminos, mas lembre-se que não é possível agradar o prédio inteiro. Quando for necessário tomar decisões que não são as mais populares, mas que são benéficas ao condomínio seja firme.

Síndico Controlador

Com uma expressão mais séria e preocupado, já é possível notar que o tipo de síndico que estamos falando é desconfiado. Sempre quer saber porque um morador deseja informações sobre determinada despesa. Não permite que ninguém leve o livro com a prestação de contas, só é possível acessá-lo na presença dele.

Está sempre conferindo se existe alguma dificuldade acontecendo nas dependências do condomínio. E mais importante está em constante contato com os funcionários, verificando se estão executando suas funções corretamente. Normalmente, considera as suas decisões melhores que as dos outros moradores e prefere executar ao invés de delegar tarefas.

Dica: sua função é muito importante e, com toda a certeza, a que possui mais responsabilidades. Porém, um bom líder sabe delegar tarefas e avaliar o que é importante manter sob controle. Controlar tudo pode ser muito estressante, ser síndico não pode colocar em risco sua saúde e bem-estar.

Síndico Empolgado

Assim que ele assumiu como síndico já mostrou a que veio, fez propostas, pesquisa sobre como administrar o condomínio, traz novas alternativas para a gerenciar melhor o condomínio. Ele se preocupa com o valor dos gastos e quer diminuir custos, por isso está sempre fazendo novos orçamentos e apresentando novidades nas reuniões.  

Nas reuniões é ele quem sempre quer propor alternativas mais inovadoras, maneiras diferentes de solucionar os problemas que acontecem no condomínio. Normalmente suas habilidades de administração são bem-vindas para o condomínio, mas é preciso ter cuidado para que ele não o transforme no seu próprio negócio.

Dica: o síndico empolgado precisa ter cuidado. É ótimo ter ideias, mas é preciso deixar que outros moradores participem dos processos de decisão dentro do prédio. Um condomínio é feito por todos os moradores, portanto, todos devem dar sugestões.

Síndico Atarefado

Em alguns momentos os moradores precisam conversar com o síndico, tirar dúvidas e resolver questões relacionadas ao dia-a-dia. Se o tipo de síndico for o atarefado raramente será possível manter esse contato. Sempre que um condômino solicita conversar com ele, sua agenda já está lotada.

É preciso disputar muito para conseguir sua atenção. É difícil cruzar com ele pelos corredores ou mesmo conseguir que ele atenda o telefone. É mais provável que você consiga falar com ele em uma reunião de condomínio.

Dica: parte do trabalho do síndico é a convivência social com os demais condôminos. É importante ouvir, entender o que está acontecendo e estar atento às necessidades de todos. Se você é alguém com um agenda restrita, organize-se e busque um tempo para ouvir a todos.

Síndico faz tudo

Ele é o tipo de síndico que acredita ter todos os conhecimentos necessários para consertar todos os problemas do prédio. É o primeiro que os funcionários do condomínio chamam quando precisam solucionar um problema da manutenção, o que pode fazer com que ele seja confundido com um dos empregados prédio.

É fácil encontrá-lo reformando algo ou mesmo ajudando um morador com consertos. Ao contrário daqueles que preferem as tarefas administrativas, ele prefere resolver os pequenos problemas. Normalmente tem bastante tempo livre e passa os dias em casa.

Dica: é fundamental valorizar as habilidades e conhecimentos que você tem. Porém, tenha cuidado ao realizar consertos no prédio. Em muitos casos chamar um profissional mostrará mais profissionalismo e preocupação com a segurança de todos no edifício.

Síndico liberal

Você pergunta se pode fazer a mudança no final de semana, se pode colocar a bicicleta na grade do condomínio, se os animais de estimação podem circular nas áreas comuns sem coleira e ele diz sim, sim, sim. O síndico liberal normalmente é bastante permissivo e não quer deixar os moradores insatisfeitos.

Ser muito liberal pode acabar gerando alguns inconvenientes ao longo da administração, pois o que é bom para uns não é necessariamente bom para todos. Por isso, dizer alguns nãos pode ser saudável para a convivência geral.

Dica: como explicamos antes, é importante estabelecer limites. É importante se ater ao regimento interno do condomínio para estabelecer uma organização mínima. Não se preocupe em agradar a todos.

Síndico estrela

É o tipo de síndico que tem as melhores ideias, implementou as melhores mudanças e que acredita ter a gestão mais bem sucedida. Ele fala isso na reunião de condomínio, quando encontra com algum morador nos corredores. Deixa claro para os funcionários que é ele que manda.

Gosta de atenção e de ser parabenizado. A dificuldade de lidar com um síndico estrela é que nem sempre a impressão que ele tem é a realidade. Ele terá dificuldades de ver os defeitos na própria administração e pode precisar de ajuda para perceber os erros.

Dica: ouvir os moradores que fazer autoavaliação é muito importante. Se existem diversas reclamações sobre o mesmo tema, busque entender o que está acontecendo sem ficar na defensiva. Todo mundo comete um erro em algum momento, o importante é ter humildade para buscar soluções.

Cada tipo de síndico tem um estilo próprio de gerenciar o condomínio. O fundamental é que todos estudem e busquem informações sobre gestão, o que é essencial para a boa convivência com os demais moradores.

Quer aprender mais sobre gestão de condomínios? Leia os posts abaixo:

Conheça todos os artigos sobre lei de condomínio

Como elaborar o regimento interno de condomínio?

Prestação de contas em condomínio: tudo que você precisa saber

Você se identificou com algum tipo de síndico? Sabe qual desses é o síndico do seu condomínio? Conta para gente nos comentários!